Com pequena queda de 1,2%, consumidor encerra o ano otimista, porém, menos otimista que há 12 meses.

Com ligeira queda, índice de confiança do consumidor limeirense encerra dezembro com 102,9 pontos.

 

Limeira, 8 de janeiro de 2018 – Em janeiro de 2017 o Sicomercio – Sindicato do Comércio Varejista de Limeira – iniciou uma pesquisa local para apurar a confiança do consumidor limeirense.

Ao longo de 12 meses, durante a turbulência política e econômica que passava o país, este índice, que começou otimista (108 pontos em janeiro), passou praticamente todo o período em leve pessimismo, com a pior marca no mês de junho (95,9 pontos).

A partir do segundo semestre, devido às novas políticas econômicas, início de geração de empregos e queda de juros, o limeirense passou a se sentir mais confiante mês após mês, atingido a pontuação de otimismo em novembro (100,1), consolidada em dezembro com 104.1 pontos.

Os índices de janeiro, com entrevistados ouvidos no final de dezembro, apresentou uma leve queda de 1,2% em relação à pesquisa do mês anterior, chegando a 102,9 pontos.

“Com tantos números e oscilações entre os meses, a pesquisa mostra o quanto a população é sensível às notícias e ao cenário político do país. Houve sim, durante o ano, fechamento de postos de trabalho e, como consequência, o desemprego aumentou. Mas podemos notar que o medo e a insegurança da população é mais latente que a realidade em si. Isto se torna claro na queda de 6,2% que houve de maio para junho, passando de otimismo para pessimismo.

Com a chegada do final do ano, clima de festa, pagamento do 13º salário e estabilidade macroeconômica os índices passaram a subir, apesar de os resultados não chegarem na microeconomia, ou na realidade do dia a dia da população.

Isso nos mostra o quando somos reféns da especulação e das notícias. Apesar da copa do mundo e eleições majoritárias, este é um ano que tende a se manter estável e em crescimento.  Se pudesse dar uma dica, diria para não nos tornarmos reféns da crise. Este é o ano de colher bons frutos!”, explica Eduardo Hervatin, presidente do Sicomercio.

A pesquisa ainda apresenta o indicador ICEA, que traduz o sentimento do consumidor em relação à sua situação atual, também apontou um bom crescimento em relação a dezembro, com 14,4% de aumento (79,7 pontos). O destaque para este índice nas mulheres entrevistadas, com crescimento de 29,9% em comparação com o mês anterior.

O IEC, índice responsável por antecipar as percepções do consumidor em relação ao futuro e sua propensão para compras sofreu queda de 6,9%, com 118,4 pontos (ainda otimista).

Para Eduardo Hervatin esta queda pode ser explicada pelo grande impacto das contas que as famílias possuem em janeiro e pelo período de compras ter sido há menos de um mês atrás.

Metodologia

O ICC começou a ser apurado mensalmente pelo Sindicato do Comércio Varejista de Limeira (Sicomércio Limeira) em janeiro de 2017. Os dados foram coletados com 547 consumidores no município. O objetivo é identificar o sentimento dos consumidores levando em conta suas condições econômicas atuais e suas expectativas quanto à situação econômica futura.

 

Os resultados são segmentados por nível de renda, gênero e idade. O ICC varia de zero (pessimismo total) a 200 (otimismo total). Sua composição, além do índice geral, apresenta-se em: Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e Índice das Expectativas do Consumidor (IEC). Os dados da pesquisa servem como um balizador para decisões de investimento e para formação de estoques por parte dos varejistas, bem como para outros tipos de investimento das empresas.

 

A metodologia do ICC foi desenvolvida com base no Consumer Confidence Index, índice norte-americano que surgiu em 1950 na Universidade de Michigan. No início da década de 1990, a equipe econômica da FecomercioSP adaptou a metodologia da pesquisa norte-americana à realidade brasileira. Atualmente, o índice da Federação é usado como referência nas reuniões do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), responsável pela definição da taxa de juros no País, a exemplo do que ocorre com o aproveitamento do CCI pelo Banco Central dos Estados Unidos.

57 recommended